Como é estudar inglês fora do país?

Como é estudar inglês fora do país?

A Simone já fez dois intercâmbios para o exterior. Ano passado ela foi para Nova York, e esse ano ela viajou com a gente no exchange para o Canadá!

Conversamos com a Simo sobre essas duas experiências incríveis que ela teve. Hoje vamos compartilhar com vocês como foram as aulas de inglês que ela fez nesses dois países.

Ela contou pra gente que foram dois estilos bem diferentes de aula.

Quando a Simone foi para NY ano passado, ela fez o teste de nivelamento e a escola funcionava assim: os alunos ficavam em uma turma até que a professora percebesse que eles podiam passar para o próximo nível.

Semanalmente, a teacher lá fazia uma avaliação oral e escrita para saber como estava a evolução dos alunos. Depois dessa avaliação, ela conversava individualmente com cada classmate para dizer como ele estava indo e o que podia melhorar.

A Simone contou pra gente que na última semana, ela fez a prova e foi tão bem, que a teacher falou que se ela não estivesse indo embora, ela já poderia passar de nível!

Ela falou que vários detalhes lá da escola de NY lembraram ela da nossa escola! Ela falou que os livros eram muito parecidos, o que facilita bastante, porque assim você já está acostumado. Outro detalhe muito parecido, é que as turmas lá seguem a mesma ideia que as nossas: ter no máximo 10 alunos.

Já no Canadá, a escola tinha um sistema mais parecido com as universidade porque era divido por disciplinas. O pessoal podia optar por aprofundar mais a conversação, o vocabulário, a gramática, entre outros.

Semanalmente, o aluno podia alterar a turma dentro da mesma disciplina, trocar de professor, ou até mesmo trocar a disciplina. No programa, eles podiam escolher até 3 disciplinas.

“Eu particularmente gosto muito mais do método da Cultura Americana, porque a gente vai seguindo sempre um plano de aulas, mas não é rotina. É muito interessante porque a cada aula tem alguma coisa diferente. Gosto muito da maneira que minha professora conduz as aulas. Elas são conduzidas de uma maneira leve, passamos pelas unidades do livro sem nem perceber. Eu sinto que essa maneira de aprender é muito mais válida. Eu me achei muito no método da Cultura Americana. Desde 2014 que eu estudo com vocês, eu estou realmente muito feliz e muito realizada. Depois do intercâmbio que eu fiz no ano passado, aliado com a continuidade de aulas que eu tive na Cultura, no intercâmbio desse ano, eu entrei em uma turma de um nível bem elevado. Eu me sinto realmente em casa na Cultura, eu me sinto como se fosse uma família, vocês são extremamente flexíveis, acolhedores e prestativos. Tanto que minha filha está estudando aí e se tudo der certo ano que vem o meu pequeno também vai estudar”.

Receba novidades

Ficou com alguma dúvida?

Deixe seus dados que entraremos em contato.